BIBLIOTECA DO MAFRA

Bem-vindo a nossa Biblioteca Virtual

CASSIRER, E. (Vários títulos)

A Filosofia do Iluminismo

Antropología Filosófica – Introducción a Una Filosofía de la Cultura (Espanhol)

Indivíduo e Cosmos na Filosofia do Renascimento

Linguagem e Mito

A Filosofia Das Formas Simbólicas V.1 Linguagem

 

Download via torrent: https://thepiratebay.se/torrent/14141749

 

Artigos: A QUESTÃO DAS ORIGENS DA LINGUAGEM NA OBRA LINGUAGEM E MITO

Beatriz, A Arte como Forma Simbólica

Figueiredo, V. Cassirer-e-Sartre-Sobre-o-Esclarecimento

Filosofia, etica e educação na filosofia de E. Cassirer

Geografia da Religião a Partir das Formas Simbólicas

linguagem e mito resenha

Mito e Religião na Filosofia de Cassirer e a Moral Religiosa

O REGRESSO DO MITO NO DIÁLOGO

Rafael Garcia Genealogia da critica da cultura

 

Ernst Cassirer estudou em várias cidades alemãs e foi aluno de Hermann Cohen (expoente do neokantismo no início do século 20) e do cientista social Georg Simmel.

Em 1930, assumiu o cargo de reitor da Universidade de Hamburgo, que abandonou quando Hitler ascendeu ao poder. Nessa época, Cassirer partiu para o exílio, ensinando em importantes universidades, como Oxford, Yale e Columbia.

Mais que um filósofo neokantista, Cassirer foi um crítico da cultura, cuja busca se concentrou na tentativa de criar uma crítica do conhecimento.

Ernst Cassirer parte de uma análise da teoria do conhecimento, tal como foi desenvolvida pela metafísica medieval, passa pelo racionalismo, pelo empirismo e pelo idealismo, e chega aos conceitos modernos do conhecimento, quando conclui que todas as formas culturais, mítico-criativas e lógico-discursivas, têm sua unidade percebida através de seu caráter simbólico.

Dessa forma, a obra de Cassirer vai da crítica do conhecimento à crítica da cultura, substituindo a antropologia filosófica clássica por um pensamento que integra os progressos das ciências físicas e sociais.

Concepção de símbolo

Cassirer supera, por um lado, o modelo metafísico (pensamento teorético puro) e o modelo empírico (conhecimento reflexo), e propõe a integração dos modos de produção cultural. Estes (mito, religião, linguagem, conceitos científicos) seriam extensões da função simbólica.

Na opinião de Cassirer, a consciência ultrapassa, com sua impregnação simbólica, os dados imediatos para atingir o total da experiência cultural. Segundo ele, todo o conhecimento humano depende do poder de formar experiência mediante algum tipo de simbolismo.

Segundo o professor Donald Philip Verene, “a concepção de símbolo de Cassirer influencia até hoje a antropologia teórica, a psicologia, a linguística estrutural, a crítica literária, a teoria do mito a estética e a fenomenologia. Seus estudos sobre a Renascença e o Iluminismo ainda permanecem como trabalhos pioneiros na história intelectual”.

Fonte: http://educacao.uol.com.br/biografias/ernst-cassirer.htm

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Follow BIBLIOTECA DO MAFRA on WordPress.com
%d blogueiros gostam disto: